Buscar
  • Rodrigo Tosta – Coach RT Performance

QUALIDADE X QUANTIDADE


Gostaria de abordar um assunto que muitas vezes não nos damos conta e acabamos caindo na armadilha do pensamento convencional: treinar mais ou mais intenso, trará mais resultado!

Bom, eu sou o primeiro a incentivar meus atletas a treinarem duro e com consistência, mas os melhores resultados são determinados por um melhor gerenciamento de sua energia e foco e não apenas acrescentando mais volume, intensidade ou sessões de treinos à sua planilha.

É muito comum vermos atletas, por exemplo, cometendo o erro de não entender o ritmo e o objetivo dos treinos longos. Se você tem um programa de treinos bem estruturado, certamente você terá alguma sessão semanal de cada esporte focada no desenvolvimento da sua capacidade aeróbia, que comumente chamamos de resistência ou “endurance”. Sendo assim, para desenvolver essa valência física a intensidade do trabalho deve ser fácil dentro de sua percepção subjetiva de esforço, o que corresponde a aproximadamente 56-75% do seu FTP na bike, 65 a 75% de sua FCmáx ou ainda 3-4 em uma escala de Borg adaptada (1 a 10).

Porém o que vemos são os atletas buscando um ritmo próximo ou até acima de seu ritmo de prova, acreditando que dessa forma eles terão a garantia de que serão capazes de executar o mesmo desempenho no dia da competição. Entendam que não existem garantias quando o assunto é triathlon! Esse tipo de abordagem talvez seja ótimo para o ego e melhor ainda para postar nas redes sociais, na tentativa de impressionar seus amigos, mas certamente não é a melhor opção para seu progresso em longo prazo no esporte. Treinando dessa forma você “confunde” o seu corpo em relação a qual sistema deve ser utilizado para promover energia. Basicamente muito rápido para ser aeróbio e muito lento para ser anaeróbio. Como resultado você não irá progredir, só ficará fadigado por treinar dentro dessa “zona cinzenta” por longos períodos. Portanto deixe o “inferno” para os seus treinos intervalados!

Outro erro comum que notamos são os atletas que acrescentam volumes aleatoriamente aos treinos, principalmente quando estão treinando com um grupo de amigos. Entenda que se você é realmente consistente em seus treinos, isso terá enorme influência em sua performance no longo prazo. Faça dos treinos em grupo uma oportunidade para confraternizar e trocar experiências, até exigir um pouco mais de você quando isto estiver programado em sua planilha e não amontoando um monte de quilômetros, muitas vezes espremidos dentro da semana, apenas para cumprir um volume que você julga ser ideal, pois dessa forma você estará gerando um estresse fisiológico que seu treinador não programou e provavelmente terá consequências negativas com o passar do tempo. Então, siga o plano e confie nele!

Tenho certeza que você conhece atletas que treinam muito bem, mas não conseguem entregar o mesmo resultado nas competições e se você não quer ser um deles, precisa entender o porque de cada treino que você realiza e focar suas energias no que realmente vai trazer os resultados que você deseja.

Um economista italiano chamado Vilfredo Pareto descobriu em 1896 uma proporção que se aplica à praticamente todas as áreas da vida - a lei 80/20 que ficou conhecida como Princípio de Pareto. Esse princípio demostra que 20% da população detêm 80% da renda, 20% dos clientes representam 80% dos lucros da maioria dos negócios, 20% dos cientistas realizam 80% das descobertas, 20% das celebridades mobilizam 80% das notícias da mídia, 20% dos esforços geram 80% dos resultados. Essa relação, obviamente não é exata e sim aproximada, mas de toda forma a mensagem que fica é: concentre-se naquilo que te produz resultado! Analise, juntamente com seu treinador, o que realmente precisa ser feito para que você evolua e foque nisso. Cada um de nós, em termos esportivos, tem que se concentrar em uma coisa diferente (técnica, velocidade, força, algum esporte específico, etc...) e seu técnico deve ajustar sua planilha para isso, pois a função dele é, exatamente, analisar o que precisa ser feito e montar um planejamento viável para que essas metas sejam atingidas. Portanto, mergulhe de cabeça nos treinos que estão na sua planilha. Não faça mais!!! Vai lhe tomar tempo/energia e não vai te trazer mais resultados.

Agora, se você é daqueles que vive reclamando dos seus resultados e tenta sempre arrumar uma desculpa por não ter atingido a performance que desejava, lembre-se também que 20% dos treinos importantes que você deixou de fazer foram responsáveis por 80% do tempo que constava no cronômetro quando você cruzou a linha de chegada!

Bons treinos


3 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

© 2017 Criado por Fluxo Comunicação Esportiva