Buscar
  • Rodrigo Tosta – Coach RT Performance

O QUE REALMENTE VOCÊ PRECISA MUDAR PARA SER MAIS RÁPIDO?


Todo atleta, independente de ser iniciante, intermediário ou avançado, deseja uma melhor performance, um melhor resultado. Essa busca incessante quase sempre é baseada na quantidade de horas que se dedica aos treinos, assim como na intensidade com a qual esses treinos são feitos e também em quais equipamentos e suplementos poderão trazer essa evolução.

Porém, seus hábitos vão além de tudo isso e muitas vezes pequenas mudanças podem gerar ganhos incríveis e te levar, literalmente, para um outro patamar como atleta.

Numa recente pesquisa sobre esse tema, realizada por uma empresa de treinamento chamada Triathlon Research, os resultados talvez nos mostrem que muito além do talento genético, do volume/intensidade de treinamento e acesso aos melhores equipamentos/suplementos, estão alguns hábitos que qualquer um de nós pode e deve incorporar na busca da evolução no esporte, visto que apenas 2% das pessoas que participaram da pesquisa registraram hábitos semelhantes aos dos triatletas profissionais, 8% das pessoas demonstram hábitos compatíveis com o de amadores campeões de provas como Kona e mundiais da ITU, 18% mantém hábitos de amadores que frequentemente sobem no pódio em provas regionais e cerca de 70%, ou seja, a grande maioria, sustenta os hábitos de triatletas que não passam do meio do grupo de classificação.

Dentre várias, vamos destacar sete áreas nas quais os triatletas profissionais tem bastante preocupação em manter os melhores hábitos possíveis que, de forma consistente, ao longo de anos, os levaram a ter os desempenhos que vemos hoje em dia e juntamente com essas sete áreas colocaremos algumas opções para que você avalie seus hábitos da seguinte forma:

  1. sempre faço isso.

  2. deveria estar fazendo, mas não sei como.

  3. não me preocupo com isso.

METAS

  • Eu tenho uma meta de longo prazo específica no esporte (tornar-me profissional, classificar-me para Kona, pódio na categoria, etc.).

  • Todo ano eu divido as metas da temporada: 1 mês, 3meses , 6meses, 12meses.

  • Assim como as metas da temporada, também tenho metas intermediárias no meu treinamento e provas.

  • Estou constantemente medindo meu progresso em relação aos meus objetivos, e, ocasionalmente, modificando-os (com base nos resultados das provas, adaptação ao treinamento, etc).

PLANEJAMENTO

  • Eu crio planilhas de treino, com base em minhas metas de prova.

  • Eu agendo sessões específicas para certificar-me de eu estou me mantenho no caminho certo.

  • Eu ocasionalmente ajusto o meu plano de treinamento com base em dados de treinamento.

  • Eu agendo semanas de recuperação e um período "off season" em meu planejamento para me dar tempo de recuperar totalmente.

NUTRIÇÃO

  • Eu sei exatamente o que comer antes dos meus treinos para obter o máximo proveito deles.

  • Me atenho a um plano de nutrição pós-treino para ajudar meu corpo a se recuperar e se desenvolver.

  • Eu calculo minhas necessidades nutricionais para uma prova.

  • Depois de uma prova eu tenho um plano de recuperação de nutrição que eu começo imediatamente.

TREINAMENTO

  • Eu procuro melhorar a minha técnica de natação agendando exercícios específicos em minha planilha.

  • Eu corro regularmente na esteira para me concentrar no meu ritmo de passadas.

  • Quando eu corro me concentro em contrair o abdômen e relaxar os ombros.

  • Eu realizo pelo menos duas sessões por semana em um rolo de ciclismo indoor.

DIA DA PROVA

  • Antes de cada prova, eu faço uma lista de verificação com todos os equipamentos e suprimentos que eu vou precisar.

  • Eu testo novos equipamentos, pelo menos, alguns meses antes da prova em sessões de treino que simulam as condições de competição.

  • Pelo menos uma semana antes da prova, eu cuidadosamente inspeciono e testo todo o meu equipamento.

  • Eu uso um plano de polimento (taper) para evitar o excesso de treinamento antes da prova.

ATITUDE MENTAL

  • Desde o início da temporada, eu visualizo o meu objetivo de prova durante as sessões de treinamento.

  • Uma semana antes da prova, eu me concentro em meu equipamento e treinos para me preparar para condições do dia da prova.

  • Um dia antes da competição, eu visualizo toda a prova do início ao fim (incluindo planos de emergência caso as coisas deem errado).

  • Durante a prova eu esqueço o resultado e me concentro no momento presente.

EQUIPAMENTOS

  • Na bicicleta, eu me preocupo muito em fazer um bom “bike fit”.

  • Na natação, eu uso palmar, pullboy, elástico, borracha, pé-de-pato.

  • Eu pesquiso o equipamento que eu pretendo adquirir com fontes confiáveis antes de compra-lo.

  • Eu testo todo o meu equipamento de prova bem antes da competição e cuido meticulosamente dele.

Agora que você conheceu as sete áreas fundamentais e avaliou seus hábitos referentes à elas, entenda que se você escolheu a opção 1 (sempre faço isso) para todas as questões significa que você tem hábitos muito semelhantes aos dos triatletas profissionais, o que te coloca entre aqueles 2% indicados pela pesquisa e se você ainda não é um triatleta profissional, mantendo esses hábitos de forma consistente aos longo dos anos tem tudo para se tornar um. Caso na maioria das opções sua escolha tenha sido a 2 (deveria estar fazendo, mas não sei como), talvez seja interessante você procurar um profissional especializado para lhe ajudar e juntos conseguirem dar esse salto de qualidade. E por último, se você escolheu 3 (não me preocupo com isso) para quase todas as opções, olhe pelo lado positivo, você tem um enorme lastro para mudanças o que certamente vai ter um impacto gigantesco em seus resultados.

E aí, o que está esperando para implementar essas mudanças em seus hábitos e cruzar a linha de chegada mais rápido?


5 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

© 2017 Criado por Fluxo Comunicação Esportiva